Cozinheiro ataca universitária e acaba preso

O cozinheiro Raimundo Nonato de Lima Abreu, de 24 anos, foi detido na noite desta quinta-feira, acusado de atentado violento ao pudor e roubo a uma universitária de 22 anos, na zona sul de São Paulo. A jovem saía do campus Campo Limpo da Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban), quando foi abordada por Abreu, que usou um guarda-chuva para fingir estar armado. O cozinheiro tomou a carteira da garota e levou-a até a Praça do Campo Limpo, próximo ao campus, onde quis obrigar a vítima a fazer sexo oral. A estudante conseguiu empurrar Abreu e pedir auxílio a homens da Base-1 da Guarda Municipal que faziam ronda na região. "Conseguimos recuperar os R$ 5 que o rapaz tirou da vítima, que ela iria usar para voltar para casa", afirmou o guarda Neri, um dos um dos responsáveis pela detenção do cozinheiro. Abreu, que trabalha em uma filial do supermercado Carrefour em Barueri, foi levado ao 37º Distrito Policial, do Campo Limpo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.