CPI das armas ouvirá ex-secretário de Administração Penitenciária

A CPI do Tráfico de Armas vai ouvir o depoimento do ex-secretário de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo Nagashi Furukawa em data ainda a ser definida. O requerimento convidando Furukawa foi aprovado nesta quinta-feira na CPI.O deputado Colbert Martins (PPS-BA), que defendeu o depoimento de Furukawa, quer explicações do ex-secretário sobre as supostas negociações entre o governo de São Paulo com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). As negociações teriam sido feitas para pôr fim à onda de ataques que iniciaram no dia 12 de maio em São Paulo. Furukawa deixou o cargo na semana passada.A CPI tem até o dia 5 de julho para encerrar os seus trabalhos. Instalada no dia 16 de março do ano passado, a comissão tem tido o seu prazo prorrogado por várias vezes, mas o presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), já avisou aos integrantes da comissão que encerrem logo seus trabalhos.Na próxima semana, os deputados viajarão para São Paulo para ouvir, no dia 8, o depoimento do preso Marcos Camacho, o Marcola, chefe de facção criminosa, na penitenciária de Presidente Bernardes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.