CPI define hoje quais autoridades convocar

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Apagão Aéreo da Câmara faz hoje reunião de emergência para aprovar requerimentos de convocação de autoridades do setor aéreo para explicar as causas do acidente com o Airbus da TAM. A CPI, que vai funcionar durante o recesso parlamentar, também quer aprovar requerimento para que dois deputados viajem para os Estados Unidos a fim de acompanhar a degravação das caixas-pretas do avião. ''''O que vai nos dar respostas sobre o acidente são as caixas-pretas, tanto a de voz quanto a de dados'''', disse o relator da CPI, deputado Marco Maia. Ele admitiu que os trabalhos da comissão poderão ser prorrogados - a CPI da Câmara está prevista para acabar em setembro. O governo já está, no entanto, blindando a CPI para impedir que as investigações cheguem a supostos desvios de recursos nas obras feitas em aeroportos pela Infraero. ''''Há uma bolha de proteção para não deixar ser investigado o que não é objeto da CPI'''', disse o presidente em exercício da comissão, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). ''''A pista do Aeroporto de Congonhas tem de ser investigada. Temos de ver se o projeto foi adequado, se foi entregue o que estava previsto. Agora, não vamos investigar o mármore usado na reforma do Aeroporto de Congonhas'''', observou. Na reunião de hoje, os integrantes da CPI vão aprovar as convocações dos presidentes das empresas aéreas, da Infraero e da Anac.

Eugênia Lopes, O Estadao de S.Paulo

21 Julho 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.