CPI do Lixo terá quatro sub-relatores

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Lixo terá quatro sub-relatores. A divisão foi definida hoje, na primeira reunião prática de trabalho, na Câmara Municipal, que ficou marcada pela disputa entre vereadores da oposição e situação. A primeira reunião durou cerca de uma hora e meia e terminou às 12h.Pela divisão, inédita em uma CPI da Câmara, haverá quatro sub-relatores e um relator-geral, o vereador Antonio Carlos Rodrigues (PL). Os períodos investigados e os relatores serão divididos da seguinte maneira: governos Jânio Quadros e Luiza Erundina (Edivaldo Estima, do PPB); Paulo Maluf (Ítalo Cardoso, do PT), Celso Pitta (Roberto Trípoli, do PSDB) e Marta Suplicy (Milton Leite, do PMDB).Na primeira reunião, o vereador Milton Leite acusou o presidente da CPI, Devanir Ribeiro (PT) de tentar atravancar o andamento dos trabalhos. O motivo foi a infra-estrutura da Câmara Municipal que, segundo Ribeiro, não comporta um grande volume de trabalho em pouco tempo, como cópias de xerox para todos os membros. O petista propôs que os vereadores selecionassem o material que desejam para dar agilidade aos trabalhos. "Como vou adivinhar o documento que preciso no meio de tantos?", disse Leite, que requisitou cópias de todo material que julgar necessário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.