CPI do Tráfico de Armas ouvirá Marcola em São Paulo

A CPI dos Tráfico de Armas, na Câmara, decidiu nesta terça-feira, 23, que vai ouvir o depoimento do chefe da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Camacho, o Marcola, no Fórum da Barra Funda, na capital paulista. A data do depoimento ainda não foi marcada pelo presidente da CPI, deputado Moroni Torgan (PFL-CE). A maioria dos integrantes da comissão entendeu que um eventual comparecimento de Marcola ao Congresso para prestar depoimento seria um palco ao bandido, num depoimento que seria transmitido pela TV Câmara para todo o País, inclusive para os presídios.A presença de Marcola nas dependências da Câmara foi vetada pelo presidente da Casa, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), nesta Segunda-feira. "Sou responsável pela segurança dos servidores, dos deputados, dos visitantes e das pessoas que circulam pela Câmara. Determinei que este depoimento não será colhido na dependência da Casa", afirmou Aldo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.