CPI do Tráfico de Armas vota relatório final nesta quarta

A CPI do Tráfico de Armas deve votar nesta quarta-feira o texto final do relator, deputado Paulo Pimenta (PT-RS). De acordo com a Agência Câmara, o relatório pede o indiciamento de 16 pessoas, incluindo o suposto líder da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Camacho, o Marcola.Os advogados Maria Cristina de Souza Rachado e Sergio Weslei da Cunha e o técnico de som Athur Vinicius Silva, que foram acusados de negociar a compra de um CD com a gravação de uma reunião sigilosa da CPI, também serão indiciados. Pimenta avisou que, até a votação do relatório, mais nomes podem ser incluídos.Nesta segunda-feira, o sub-relator da CPI, Raul Jugmann (PPS-PE), apresentará à imprensa um relatório sobre as implicações do comércio ilegal de armas. O deputado concluiu que a fabricação e as coleções privadas contribuem para o aumento do tráfico de armas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.