CPI dos Sanguessugas ouve envolvidos nesta terça-feira

Está marcado para a tarde desta terça-feira, no Senado, o depoimento, na CPI dos Sanguessugas, de três envolvidos no caso Dossiê. O advogado Gedimar Passos, o empresário Valdebran Padilha e o ex-analista de mídia e risco da campanha para a reeleição do presidente Lula, Jorge Lorenzetti, são aguardados na CPI para se explicarem em relação ao caso Dossiê que incriminaria candidatos tucanos.Os três foram presos em São Paulo pela Polícia Federal no dia 15 de setembro em um quarto de hotel com cerca de R$ 1,7 milhão que seria utilizado na compra do dossiê. O material teria sido elaborado pelo empresário Luiz Antônio Vedoin, apontado como líder do esquema de superfaturamento na compra de ambulâncias.Lorenzetti e o ex-secretário do Ministério do Trabalho Osvaldo Bargas teriam tentado oferecer esse Dossiê à revista Época, com intuito de prejudicar os candidatos do PSDB no processo eleitoral.Lorenzetti e Passos chegaram a entrar com pedidos de habeas-corpus ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que fossem liberados de responder perguntas que pudessem se auto-incriminar. Os pedidos foram negados pelo STF com a explicação de que não há ameaça de a CPI cometer abuso de poder ou ilegalidade que venha a comprometer a liberdade de locomoção dos dois depoentes.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2006 | 11h22

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõeseleições 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.