CPI vai lacrar sigilos de Denise Abreu

A CPI do Apagão Aéreo do Senado vai lacrar todas as informações dos sigilos bancários, fiscais e telefônicos em posse da comissão, por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão resulta de mandado de segurança impetrado pela ex-diretora da Anac Denise Abreu. Ela argumentou que a CPI abriu seus sigilos desde 2003, três anos antes de assumir a diretoria da Anac.

O Estadao de S.Paulo

28 Setembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.