CPI vai ouvir representante da Airbus na tarde desta quinta

O vice-presidente da CPI da Crise Aérea, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que preside interinamente a sessão desta quinta-feira, determinou às 11h44 a suspensão dos trabalhos da comissão. Às 14 horas, os parlamentares ouvirão o vice-presidente de segurança de vôo da Airbus, Yannick Malinge. Ele deverá fornecer explicações técnicas sobre o funcionamento do modelo A-320, envolvido no acidente.   Durante o depoimento desta quinta-feira, o controlador Celso Domingos Alves Júnior afirmou que antes de pousar na pista do aeroporto de Congonhas (SP), no último dia 17, o piloto do Airbus A-320 da TAM perguntou sobre as condições da pista, mas em nenhum momento relatou problemas no vôo.   Questionado pelo relator da CPI da Crise Aérea, deputado Marco Maia (PT-RS), se havia alguma recomendação específica naquele dia, o controlador informou que, quando começa a chover e algum piloto reporta que a pista está escorregadia, ele repassa a informação a outros pilotos.   A CPI também ouviu os controladores Eduardo Pires Dayrel, Ziloá Miranda Pereira e Luana Morena Maciel Araújo. Todos estavam na torre do aeroporto de Congonhas no momento do acidente, que resultou na morte de 199 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.