Celso Junior/AE
Celso Junior/AE

''CQC'' compara Renan a Beira-Mar e irrita senador

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) se irritou ontem com uma pergunta feita pela equipe do programa CQC, da TV Bandeirantes, e discutiu com o humorista Danilo Gentili - que o indagou sobre sua presença no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar na Casa. Renan já foi condenado duas vezes pelo colegiado, mas acabou absolvido em plenário.

Eduardo Bresciani e Lilian Venturini, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2011 | 00h00

Gentili perguntou ao peemedebista se a sua indicação no colegiado não seria semelhante a colocar na Secretaria Nacional Antidrogas o traficante Fernandinho Beira-Mar. Segundo o humorista, quando o cinegrafista baixou a câmera, o senador teria começado a gritar, pedindo que fosse respeitado pela equipe do CQC.

Renan entrou na sala do senador José Sarney (PMDB-AP) e, minutos depois, a Polícia do Senado pediu que a equipe se retirasse alegando que não tinham autorização para gravar no local.

"Saímos numa boa e fomos para os corredores. Temos autorização para gravar, mas a polícia diz que não autoriza mais", disse Gentili, que iria recorrer à Secretaria do Senado para resolver o impasse. Segundo a assessoria do Senado, a permissão para gravações era referente ao mês de abril e a equipe foi orientada a desligar a câmera, não a sair do Senado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.