Cracolândia: usuário poderá ser internado

Crianças, adolescentes e adultos que forem flagrados usando drogas na Cracolândia, no centro de São Paulo, poderão ser encaminhados para clínicas de desintoxicação. Essa é uma das medidas de uma operação que os governos estadual e municipal iniciam hoje. Policiais civis e militares, fiscais da Prefeitura, assistentes sociais, médicos, guardas-civis e até técnicos de zoonoses da Subprefeitura da Sé vão trabalhar na Nova Luz - entre a Rua Conselheiro Nébias e as Alamedas Nothmann e Cleveland.''Será verificada pelos médicos a necessidade de internação em clínicas de desintoxicação'', afirmou o coronel Álvaro Batista Camilo, comandante do policiamento na região central. Nas ações anteriores, usuários de drogas eram levados às delegacias ou prontos-socorros e liberados em seguida. Quase sempre voltavam para a Cracolândia.Três prontos-socorros foram destacados pela Secretaria da Saúde do Município para atender os caso detectados por assistentes sociais. As Secretarias da Habitação e do Trabalho da capital poderão conceder bolsa-moradia e arrumar ocupação para os cadastrados. A Vigilância Sanitária do Município e outros órgãos vão fiscalizar os hotéis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.