Cravinhos pode pagar multa por uso de aterro

A prefeitura de Cravinhos, na região de Ribeirão Preto, voltou a recolher lixo domiciliar ontem, de maneira emergencial, para depositá-lo em seu aterro sanitário, assumindo pagar multa diária de R$ 2,5 mil, imposta pela Cetesb. O local, que funciona há 20 anos, não tem licença ambiental. A prefeitura negocia com uma empresa de Guatapará o transporte das 25 toneladas diárias de lixo. A partir de hoje, Ribeirão Preto não poderá mais depositar as 500 toneladas diárias de lixo domiciliar em seu aterro. O destino será um aterro particular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.