Crescem casos de roubo de cobre no Brasil

Os casos de furto de cobre voltaram a crescer no Brasil no primeiro semestre, o que já aconteceu durante 2006, refletindo a valorização do metal, disse na terça-feira uma entidade do setor. "O setor de produtos manufaturados de cobre sofreu prejuízos de 7,5 milhões de reais devido a furtos entre janeiro e junho de 2007" disse o Sindicel-ABC (Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos do Estado de São Paulo-Associação Brasileira de Cobre). "Isso é 9 por cento a mais em termos de valor do que no mesmo período de 2006." Os produtos furtados incluem fios, cabos e ligas. A demanda por esses produtos cresceu significativamente no mercado interno, puxada pelo avanço econômico, segundo a entidade. O Sindicel disse que 49 furtos foram registrados no primeiro semestre, envolvendo cerca de 460 toneladas do metal. O presidente da entidade, Sérgio Aredes, disse que o furto do cobre ocorre principalmente devido à existência de um próspero mercado negro. "Os produtos acabam sendo vendidos a preços significativamente abaixo dos de mercado", disse ele. A associação está trabalhando com a polícia paulista para tentar coibir o problema, segundo ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.