DIVULGAÇÃO/HOSPITAL SÃO LUIZ
DIVULGAÇÃO/HOSPITAL SÃO LUIZ

Criança mata cobra com mordida no Rio Grande do Sul

Menino de um ano e cinco meses saiu ileso; réptil havia entrado no pátio da casa da família

Luciano Nagel, Especial para o Estado

02 Novembro 2015 | 12h18

PORTO ALEGRE  - Uma criança de um ano e cinco meses matou um filhote de cobra com uma mordida no domingo, 1º de novembro. O incidente ocorreu no balneário de Mostardas, litoral Sul gaúcho. Por sorte, o menino não foi picado e saiu ileso.

Mesmo assim, a criança foi levada de imediato ao hospital São Luiz.  O médico responsável pelo atendimento, Gilmar Carteri, informou que, segundo os pais, a criança se divertia no pátio quando encontrou o réptil. A mãe, ao estranhar o silêncio no jardim, foi verificar o que havia ocorrido, quando encontrou o filho com a cobra na mão e na boca, todo ensanguentado.

De acordo com o médico, a criança mordeu a cobra na região da cabeça, o que impediu que fosse picada. No ambulatório do hospital, o menino foi submetido a exames para descartar qualquer possibilidade de intoxicação. 

A cobra foi recolhida pelos pais e levada de amostra ao hospital para identificação. Já o menino, após receber atendimento médico, foi liberado e está em observação em sua residência, localizada na zona urbana do balneário de Mostardas. 


Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.