Criança de 4 anos morre esmagada por grade de ferro de hospital

O pequeno Marcos Vinicius Pelinson, de apenas 4 anos, foi esmagado e morto, no final da tarde de segunda-feira, pela grade de ferro, que servia como portão, na entrada do setor de ambulatórios do hospital particular Ribeirão Pires Ltda., em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. Ele estava lado da prima, Melissa, de 2 anos. De acordo com a tia de Marcos, Maria Cláudia Teodoro, o portão, em forma de grade, estava aberto e solto e, ao ser tocado pela criança, veio abaixo, provocando várias lesões na cabeça e no tórax do menino. Melissa só escapou porque no momento do acidente estava separada da vítima, mas, mesmo assim, foi medicada no próprio hospital e já está em casa. Marcos também foi socorrido mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A ocorrência foi registrada no 1º Distrito Policial da cidade, onde foram ouvidos alguns parentes da vítima. Um representante do hospital esteve na delegacia mas seu depoimento não foi colhido. O delegado vai esperar um laudo mais completo do local do acidente para convocar os responsáveis pelo hospital. O laudo deve sair na quarta-feira.

Agencia Estado,

28 Fevereiro 2006 | 04h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.