Criança denuncia mãe que matou namorado

Num crime que, segundo a polícia civil, foi premeditado, a desempregada Jadilúcia Fátima da Silva, de 29 anos, matou o namorado Fábio de Souza, de 25, oferecendo-lhe uma sopa em que colocou um veneno de venda ilegal, usado como raticida e conhecido como chumbinho. O crime aconteceu na noite de sexta-feira e só foi descoberto no sábado, porque o filho de 7 anos de Jadilúcia - de um relacionamento anterior - foi solicitado a ajudar a mãe a esconder o corpo e contou ao pai, que foi à polícia. De acordo com a família de Fábio, o casal namorava há três anos e tinha um relacionamento tumultuado. Eles moravam próximos, na Vila 27 de Novembro, no bairro do Ibura. Anteontem, Jadilúcia foi encaminhada para a Colônia Feminina Bom Pastor, no Recife, depois de ter sido presa tentando fugir para Escada, na zona da mata sul. Se condenada, poderá pagar de 10 a 30 anos de prisão. O delegado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Joselito Amaral, informou ontem que Jadilúcia confessou o crime e contou ter comprado o veneno na quarta-feira. Ela teria chamado Fábio para ir à sua casa na sexta-feira à noite, onde ele dormiu depois de tomar a sopa. A quantidade de veneno não foi suficiente para matá-lo e ele teria acordado, agonizante, por volta das 2h30 do sábado, quando teria recebido uma segunda dose, dessa vez letal. O menino assistiu à agonia de Fábio e ajudou a mãe a jogar o corpo numa ribanceira próxima da casa. Traumatizado, contou ao pai e ajudou nas investigações.

Angela Lacerda, O Estadao de S.Paulo

28 Outubro 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.