Criança é morta durante ação da PM-BA

Uma ação da Policia Militar baiana resultou na morte do garoto Vítor, de 6 anos, que junto com a mãe Kátia Basanez estava sendo seqüestrado por um bandido conhecido apenas como ?Babau?, também morto na operação. A perseguição e morte dos três ocorreu no meio da manhã, na Avenida Antonio Carlos Magalhães, uma das mais movimentadas da capital baiana.Por volta das nove horas desta manhã, Babau, armado com um revólver calibre 38, invadiu a casa do seu antigo patrão, o empresário Renato Basanez, no Bairro Barbalho. O bandido queria R$ 50 mil e, diante da reação do empresário, deu um tiro no seu joelho direito. Em seguida, obrigou Kátia e o garoto Vítor a entrarem na caminhonete Ranger da família e seguiu até um banco, para sacar o dinheiro da conta do empresário. Renato avisou à polícia assim que Babau saiu com a mulher e o filho. Minutos depois, a caminhonete foi localizada por patrulhas da PM, trafegando na Avenida Antonio Carlos Magalhães. Os policiais tentaram abordar o veículo e teriam sido repelidos a tiros pelo bandido, que acabou também atirando no garoto, segundo a versão da PM. A caminhonete parou num ponto de ônibus, no entanto, e várias testemunhas foram categóricas em afirmar que apenas os policiais atiraram. A delegada Marita Souza, da 7a Delegacia de Policia de Salvador, abriu inquérito para apurar o caso. Ela pretende ouvir a mãe de Vítor, que foi internada em estado de choque. "A perícia inicial, realizada no local das mortes, a princípio sustenta a versão dos policiais militares", disse a delegada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.