Criança morre em tiroteio entre policias e bandidos

Um tiroteio entre traficantes de drogas e Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, nas imediações da Favela Alba, localizada na Vila Santa Catarina, região do Jabaquara, zona sul da capital paulista, provocou a morte de Larissa Alves de Souza, de 6 anos. Ela foi atingida no rosto por um tiro de espingarda calibre 12, disparado por um policial civil do GOE, segundo os próprios moradores, e morreu quando era levada ao Hospital Maternidade Santa Marina, região do Jabaquara. Revoltada, a população da favela fechou a rua Alba e começou a apedrejar ônibus. Pelo menos seis coletivos foram destruídos e os manifestantes ameaçam incendiá-los. Quatro viaturas da 1ª Companhia do 3º Batalhão da Polícia Militar foram acionadas. O delegado do 35º Distrito Policial, do Jabaquara, pediu reforço de viaturas do GOE e do Grupo Armado de Repressão a Roubos em Assaltos (GARRA), prevenindo-se de uma invasão por parte dos moradores locais. Bandidos, infiltrados entre os moradores da favela, chegaram a roubar baterias e pneus de alguns ônibus destruídos. A Tropa de Choque da Polícia Militar foi acionada e se dirige ao local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.