Criança seqüestrada após morte da mãe é encontrada em MG

Ex-companheiro da mulher é apontado pela polícia como principal suspeito do assassinato em Belo Horizonte

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2008 | 22h02

Uma criança de dois anos, que havia sido seqüestrada após o assassinato da mãe, no último sábado, foi encontrada na manhã desta segunda-feira, 20, em Belo Horizonte. Segundo a Polícia Civil, a menina foi deixada numa igreja da região oeste da cidade, nas proximidades da casa da avó materna, com quem a neta ficou sob os cuidados.   A mãe da criança, jovem Patrícia Barros de Oliveira, de 21 anos, foi assassinada em plena luz do dia enquanto passeava com a filha. De acordo com a ocorrência policial, o crime aconteceu na Rua Santos, no bairro Jardim América. O ex-companheiro de Patrícia, Marcelo Pereira de Souza, de 31 anos, é apontado pela Polícia Militar como o principal suspeito do homicídio. Até o início desta noite ele permanecia foragido.   Testemunhas disseram à PM que o suspeito abordou a ex-mulher e arrancou a criança de seu colo antes de matá-la com dois tiros à queima roupa. O casal estava separado há cerca de um ano e familiares de Patrícia disseram que ela era constantemente agredida pelo ex-companheiro. A polícia acredita em crime premeditado e suspeita que Souza estivesse seguindo a vítima.   Ele fugiu do local do homicídio com a criança em um carro modelo Escort - que era dirigido por outra pessoa, ainda não identificada pela PM. O veículo acabou batendo em poste e foi abandonado pelos suspeitos. A Delegacia de Homicídios instaurou inquérito e equipes fizeram diligências na região oeste da capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.