Crianças soltam balões brancos pela paz no Rio

Cerca de 150 crianças, alunas do Colégio São Paulo, fizeram nesta terça-feira uma manifestação a favor da paz no Arpoador, zona sul do Rio. Eles cantaram músicas em frente ao portão da escola e soltaram balões brancos na avenida Vieira Souto. A coordenadora pedagógica da escola, Aline Weber, contou que a idéia do protesto surgiu durante a comemoração pelo aniversário da cidade, em 1º de março: "Perguntamos o que elas gostariam que o Rio ganhasse de presente, e ficamos surpresos de ver que a grande maioria pediu paz". O padre Jorjão, pároco da Igreja Nossa Senhora da Paz, participou do evento. Ele rezou o Pai Nosso e conclamou os jovens a serem promotores da paz. "Precisamos transformar a cultura da violência que impera em nosso país", disse ele. "É um momento muito importante, precisamos da paz em nossas casas e nas ruas", disse emocionada e vestida de branco, como os alunos, a dona-de-casa Mary Elizabeth Santana, mãe da menina Mary Ellen, de 10 anos. Para as crianças, participar da manifestação era motivo de festa. Há uma semana elas preparam as faixas e cartazes que foram usadas. A maioria delas tinha entre 2 e 10 anos. "Se não tiver paz, todo mundo vai começar a brigar e o mundo fica muito violento", disse Maria Clara, de 6 anos. "Se não daqui a pouco, a Amazônia vai estar sumindo", completou Giovana, de 8 anos.

Agencia Estado,

27 de março de 2007 | 16h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.