Crianças tomam soro glicosado e morrem

Duas crianças, de 1 e cinco anos, morreram no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Ambas receberam soro, e a suspeita é de que o produto estivesse contaminado. Nesta segunda-feira técnicos do Centro de Vigilância Sanitária do Estado (CVS) foram ao local e recolheram amostras do soro glicosado da J. P. Indústria Farmacêutica S.A. e de um soro da Baxter Hospitalar Ltda. As amostras serão enviadas ao Instituto Adolfo Lutz para análise. De acordo com informações da assessoria de imprensa do Centro de Vigilância Sanitária, os soros encontrados no hospital estavam dentro do prazo de validade e armazenados de forma adequada e em boas condições de higiene. A CVS, no entanto, fez a interdição cautelar dos estoques de soro do hospital. Nesta terça-feira os técnicos voltam para continuar a inspeção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.