Crianças vão escolher nomes para filhotes de jacaré

Eles podem não ser fofinhos como os gatos, não balançar o rabinho como os cachorros e nem fazer coisas engraçadas como os macacos. Mas o Zoológico de São Paulo quer mostrar aos visitantes que seus novos bebês em exposição, dois filhotes de jacarés-do-papo-amarelo, têm beleza e simpatia. Por isso, organizou um concurso em que crianças de até 12 anos podem escolher o nome dos bichinhos, que nasceram em abril. Com 35 centímetros e 70 gramas, eles são pouco maiores que o vizinho lagarto preto, que mora a alguns terrários de distância, no setor de répteis.Mas o lagarto já é adulto, e os jacarezinhos logo, logo vão ficar grandes demais para o terrário. Só estão lá porque precisam ser protegidos: filhotes de jacaré são um petisco para as muitas garças que habitam o zôo. "Elas pegam mesmo e conseguem engolir", contou o biólogo Flávio Molina. Segundo ele, os jacarés-do-papo-amarelo não estão mais em extinção desde o ano passado. Mas seu hábitat, a mata atlântica, não é mais um lugar seguro para os bichos. "Ainda é preciso muito cuidado." Os dois pequenos jacarés têm cinco irmãos, que só vão ser mostrados ao público quando estiverem um pouco maiores. "Com um ano, já podem chegar a um metro e meio", diz o auxiliar de biologia Edvaldo Santos, o qual acompanhou os quase 70 dias em que os ovos da mamãe jacaré estavam na incubadora. Atualmente, há cinco jacarés adultos no zôo: um macho e quatro fêmeas. Leia mais em O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.