Crime da Barra: polícia faz teste de DNA em vestígio de sangue

A polícia fará na segunda-feira exame de DNA nos possíves vestígios de sangue encontrados no carro do motorista Sebastião Moura, que trabalhava para Todd e Michelle Staheli. Os resultados serão comparados às amostras recolhidas do casal norte-americano, assassinado em casa, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Hoje, foram feitas novas buscas na lagoa que fica atrás da residência, à procura da arma do crime, que completa hoje duas semanas, sem solução.O luminol detectou vestígios de substância que pode ser sangue humano no porta-malas, câmbio, volante e maçaneta da porta do carro do motorista. Moura foi chamado à casa na manhã do dia 30 de novembro pelo casal Jeffrey e Carolyn Turner, amigos da família. Em depoimento à polícia, ele contou que encostou em Todd ao encontrá-lo, sangrando muito, em sua cama. Ele disse também que, recentemente, socorreu duas vítimas de um acidente de trânsito, que entraram sangrando em seu Palio.O carro foi apreendido pela polícia. Na sexta-feira, o chefe de Polícia Civil, Álvaro Lins, afirmou que ainda não há suspeitos. O advogado Márcio Feijó, que vinha representando Moura, disse ontem que deixou o caso. Ele agora será assistido por Felipe Amodeo, segundo Feijó. Amodeo não foi encontrado pelo Estado para falar sobre o assunto.Arma - Policiais e cinco técnicos da empresa particular Marbo Eletrônica usaram equipamentos de última geração na tentativa de localizar a arma do crime, que seria, segundo a perícia, um facão de jardinagem, um machado, um cutelo de cozinha ou uma enxada. As buscas começaram às 11h20 e foram acompanhadas pelo delegado Marcus Henrique Alves, da delegacia da Barra, e pelo diretor da Polícia Técnica, Roger Ancillotti. Até as 13 horas, eles não haviam dado declarações sobre o resultado do trabalho, que pode continuar amanhã.Para ler mais sobre o crime na Barra da Tijuca: » Agora, polícia quer entender a vida profissional de Staheli » Crianças Staheli vão embora depois de confusão na Justiça » Caso Stahelli "na estaca zero". Opinião do chefe da polícia » Caso Stahelli "na estaca zero". Opinião do chefe da polícia » Caso Staheli: técnico de futebol desmonta tese da polícia » Filhos do casal Staheli já embarcaram para os EUA » Filha dos Staheli já pode ser liberada para voltar aos EUA » Garotinho diz que investigação no caso Staheli é perfeita » Corpos do casal Staheli seguem para aeroporto » Termina reconstituição; Exame em enxada dá negativo » Enxada encontrada na casa dos Staheli será periciada » Acumulam-se erros na investigação da morte dos Stahelis » Garotinho no centro da polêmica sobre os filhos de Staheli » Advogado dos Stahelis sugere que criminoso é estrangeiro » Caso Staheli: especialistas estranham demora da polícia » Polícia do Rio vai refazer perícia na casa dos Staheli » Parentes querem adiar reconstituição do crime dos Staheli » FBI manda investigadores para acompanhar casa Stahelli » Corpo de Michelle Staheli já foi encaminhado para necropsia » Polícia ainda não solicitou sangue de mulher de executivo » Morre Michelle Staheli, a mulher do executivo » Filhos do casal terão que prestar depoimento » Depoimento da filha mais velha tem contradições, diz secretário » Morte cerebral de Michelle Staheli é "questão de tempo" » Situação de Michelle Staheli é "extrema", diz boletim » Polícia quer impedir que filha de executivo deixe o País » Mercado não acredita em ameaças ao executivo americano » Estado da mulher do executivo choca os parentes » Parentes do casal americano chegam ao Rio » Empresário americano podia estar sendo ameaçado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.