Crime do motel: estudante é condenada por matar empresário em Niterói

Verônica Verone vai pegar 15 anos de prisão; personalidade de jovem é fria e desregrada, diz juiz

Solange Spigliatti, estadão.com.br

25 Novembro 2011 | 10h17

SÃO PAULO - A estudante Verônica Verone de Paiva, de 18 anos, foi condenada na noite de quinta-feira a 15 anos de reclusão em regime inicialmente fechado por homicídio triplamente qualificado. Ela foi julgada pela morte do empresário Fábio Gabriel Rodrigues Barbosa, dentro de um motel na região oceânica de Niterói, no Rio, no dia 14 de maio deste ano.

O juiz Peterson Barroso Simão, titular da 3ª Vara Criminal de Niterói, que condenou a estudante, destacou que a personalidade de Verônica "se mostrou distorcida e desregrada, com frieza e desvalor à vida alheia, não hesitando na prática da ilicitude". "Sua índole se revelou bastante negativa e a maneira de agir e sentir demonstra a frieza de sua ação, havendo notícia de várias versões para o fato", escreveu na sentença.

O juiz Peterson Simão lembrou ainda que "as consequências do crime foram traumáticas para os familiares da vítima, tendo deixado filhos menores impúberes órfãos".

Fábio morreu asfixiado e, segundo o Ministério Público, o empresário teria ficado inconsciente após ingerir tranquilizantes e antidepressivos ministrados por Verônica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.