Crime prescreve e condenado é solto

O motorista Donizete Ramos, de 50 anos, condenado a cumprir 5 anos de prisão por assassinar o caminhoneiro Paulo Silas Alonso, numa briga de trânsito, foi colocado em liberdade, ao término da sessão do Tribunal do Júri, anteontem, em São José do Rio Preto. A libertação somente foi possível por causa da demora da Justiça em julgar o crime, cuja punição foi prescrita. O réu ficou foragido por mais de 12 anos. O crime aconteceu em 1993.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.