Criminoso admite rapto e morte de mais duas garotas. Já são 7

Mananya Thumpong, uma menina de 13 anos, desapareceu de Sedan, na França, em maio de 2001. Seu corpo foi encontrado, um ano depois, no lado belga de fronteira. O corpo de Celine Saison, de 18 anos, foi encontrado num lugar próximo, em julho de 2000, dois meses depois de desaparecer de Charleville-Mezières, a 20 quilômetros de Sedan. Agora, sabe-se que as duas garotas foram assassinada pelo mesmo homem.O assassino confesso Michel Fourniret admitiu hoje a morte de mais duas adolescentes, Celine e Mananya, elevando para nove o número de crimes confessados pelo ex-policial floretas.O promotor francês Yves Charpenel disse que Fourniret confessou haver matado Celine Saison, de 18 anos, e Thumpong, de 13, durante interrogatório feito por policiais franceses e belgas ontem. A investigação está prestes a tornar-se a maior desde que os crimes de Dutroux chocaram a Bélgica em 1995. O caso envolveu, do mesmo modo, seqüestro, estupro e assassinato de meninas. Foram seis, mas duas delas, escaparam das garras do criminoso e testemunharam no julgamento que se encerrou na semana passada.As autoridades belgas, trabalhando com funcionários da Justiça francesa, chegaram aos novos crimes na semana passada, quando a mulher de Fourniret, Monique Olivier, de quem está separado, disse-lhes que seu marido podia haver matado mais de nove garotas. Monique também está presa, sob acusação de ser cúmplice dos crimes. ?Seu papel é comparável com o de Michelle Martin (ex-mulher de Dutroux, que foi sentenciada a 30 anos de prisão por seu envolvimento nos crimes) e ela se encontra numa situação similar?, disse a policial. Fourniret, de 62 anos, já havia assumido, no começo desta semana, sete assassinatos ? cinco meninas e moças de idades entre 12 e 22 anos, e dois adultos, neste último caso com intenção de roubar. A polícia havia prendido Fourniret, que tem passaporte francês, em julho do ano passado, sob a acusação de seqüestro e abuso sexual de uma adolescente de 14 anos que conseguiu fugir do porta-malas de sua van.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.