AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Criminosos morrem durante arrastão em prédio do Rio

Dois criminosos morreram na manhã desta quinta-feira, 4, em tentativa de assalto a um prédio de luxo, no bairro Jardim Guanabara, na Ilha do Governador, zona norte. Quatro assaltantes invadiram o edifício de três andares, às 7 horas, pulando o muro dos fundos. Em seguida, dominaram um morador na garagem. Após a chegada da Polícia Militar, acionada por outro morador, que percebeu a movimentação dos assaltantes, houve tiroteio nas escadas. Dois bandidos escaparam levando um cordão de ouro, uma pulseira e um terço.Durante a ação, os criminosos se dividiram em duplas. Enquanto dois homens ficaram no hall do prédio, abordando quem descia pelas escadas ou pelos elevadores, dois invadiram um apartamento na cobertura. Ao notarem a chegada da polícia, os criminosos que estavam na entrada do edifício escaparam pulando o mesmo muro por onde tinham entrado. Os outros foram surpreendidos pelos PMs. Felipe Luís de Paula Amorim, de 19 anos, e Carlos Augusto da Silva Dantas, de 27, morreram no tiroteio. Ambos eram do Morro do São Carlos, no Estácio, centro.Com eles, policiais militares do 17º Batalhão (Ilha do Governador) apreenderam uma granada, dois celulares, uma pistola, um revólver e munição. A PM informou que um dos mortos - não revelou qual - já tinha trabalhado no edifício e chegou a ser reconhecido pelos moradores. Os outros dois assaltantes ainda não foram presos.CEFEm Madureira, zona norte do Rio, um malote com R$ 340 mil foi roubado de uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) na manhã desta quinta-feira. O dinheiro foi entregue aos ladrões pelo supervisor da agência, seqüestrado junto com quatro parentes na noite de quarta-feira, 3. O supervisor, cujo nome não foi divulgado, exerce a função de tesoureiro. Com a irmã, o cunhado e duas sobrinhas em poder dos bandidos, ele foi obrigado a retirar o dinheiro do banco. Os ladrões fugiram. A Polícia Federal investiga o crime e na quinta-feira periciou a agência e interrogou testemunhas. Na quarta, uma agência da CEF na Urca, zona sul, também foi roubada.O seqüestro começou por volta das 22 horas da quarta na casa do cunhado do supervisor, onde ele também mora, em Vaz Lobo, zona norte. Na madrugada desta quinta-feira, as vítimas foram levadas para outro endereço no mesmo bairro. Após receberem o dinheiro, os ladrões que acompanharam o funcionário até a agência prometeram libertar sua família. Mas os criminosos que estavam no cativeiro saíram da casa deixando as vítimas presas com algemas de plástico e amordaçadas. Apenas no começo da tarde, quando vizinhos desconfiaram que algo de errado se passava no local, a polícia foi chamada e os parentes, enfim, foram libertados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.