Crise com controladores está com dias contados, diz Anac

A crise dos controladores de tráfego aéreo está com os dias contados. A avaliação é do presidente da Agência Nacional de Aviação (Anac), Milton Zuanazzi, que participou nesta terça-feira da Conferência Internacional de Tecnologia Aeroespacial e Defesa. Ele espera um crescimento significativo no número de controladores de tráfego no país até julho e um reforço maior até dezembro. A Aeronáutica prevê a entrada em operação de mais 560 novos controladores até o final do ano. "Esse número vai suprir as necessidades do setor, inclusive para reserva (de profissionais)", afirmou. Além disso, a partir de 2007, a Aeronáutica espera formar anualmente cerca de 300 controladores. Atualmente, existem em operação cerca de 2,5 mil controladores, incluindo os funcionários nas torres de operação. Zuanazzi não se mostrou disposto a ampliar o prazo para que a Gol retome as rotas internacionais da Varig. Logo após a compra da companhia aérea, a Gol informou publicamente que iria solicitar à Anac a ampliação do prazo para a retomada das freqüências internacionais dos atuais seis meses para um ano. O prazo final é em 18 de junho. "Não se trata de flexibilizar as regras. A Anac é um órgão técnico e tem que seguir suas regras", afirmou Zuanazzi, que participou hoje da Conferência Internacional de Tecnologia Aeroespacial e Defesa. Segundo ele, a Gol não entrou com nenhum pedido de ampliação de prazo. "A Anac só vai analisar o caso se a Gol entrar com o pedido", concluiu.

Agencia Estado,

17 Abril 2007 | 19h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.