Cristo Redentor é reaberto após quatro meses de reforma

Estátua teve moisacos repostos, infiltrações drenadas e pequenas rachaduras reparadas

estadão.com.br

30 de junho de 2010 | 13h56

Estátua está prestes a completar 80 anos. Foto: Felipe Dana/AP

 

RIO - O Rio ganhou de volta nesta quarta-feira, 30, totalmente reformada, a estátua do Cristo Redentor. Foram quatro meses de obras para a reposição dos mosaicos de pedra-sabão, drenagem de 300 litros de água e reparo de pequenas rachaduras na estátua e rejunte.

 

Foi a maior reforma já feita na estátua, que tem mais de 30 metros de altura. Prestas a completar 80 anos, o monumento também apresentava infiltrações. O acesso continua sendo um problema. O trenzinho que parte do Cosme Velho continua parado, e o acesso de carro segue restrito a táxis e vans, ainda por causa dos estragos da chuva de abril.

 

Segundo a administração do Parque Nacional da Tijuca, onde está localizado o monumento, o Cristo Redentor recebe por ano uma média de 1,8 milhão de turistas.

Tudo o que sabemos sobre:
RioCristo Redentor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.