Cristovam diz que Lula faz uso eleitoral dos programas sociais

O candidato do PDT à Presidência da República, Cristovam Buarque, acusou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de usar eleitoralmente os programas sociais que incorporou de outros governos. Lembrou que o Bolsa Escola nasceu durante seu governo no Distrito Federal, em 1995, e espalhou-se pelo Brasil durante o governo Fernando Henrique Cardoso, até ser absorvido pelo Bolsa-Família de Lula."Eu defendo que o Lula dê mais dinheiro ainda para o povo", destacou Cristovam. "Mas é uso eleitoreiro dizer que o dinheiro é dele e não do governo ou dizer que foi ele quem fez (os programas)", ressaltou. "O dinheiro para o povo não é eleitoreiro, mas a maneira como (Lula) usa é".Cristovam fez campanha pela primeira vez em Porto Alegre, percorrendo nove quadras da rua dos Andradas acompanhado por cerca de 250 militantes do PDT e pelo deputado federal Alceu Collares, candidato do partido ao governo do Rio Grande do Sul.Ao final da passeata, cumprindo o ritual de todo o candidato do PDT que visita o Rio Grande do Sul, Cristovam foi à praça da Alfândega ler a carta-testamento em bronze do ex-presidente Getúlio Vargas. Antes, no entanto, pegou uma vassoura e ajudou a lavar o monumento. "Estamos começando a fazer a faxina do Brasil", proclamou Collares, de balde na mão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.