CTI do Rio onde morreram sete bebês pode reabrir até quarta

O Instituto de Cardiologia Laranjeiras, na zona sul do Rio, anunciou hoje que pretende retomar na terça ou quarta-feira o atendimento no Centro de Terapia Intensiva Infantil, interditado desde o dia 9 por causa da morte de sete crianças em apenas uma semana. Os bebês tinham entre três meses e um ano. Em nota, o hospital explicou hoje que quatro mortes estão relacionadas a uma possível contaminação dos medicamentos usados no setor. O problema foi detectado em exames laboratoriais com material colhido das crianças. As outras três mortes se referem a complicações do quadro clínico de bebês com cardiopatias. A assessoria de imprensa do hospital informou que a vigilância sanitária já inspecionou as instalações e não encontrou irregularidades. No comunicado, a direção do instituto esclarece que encaminhou ofício ao Ministério Público Federal para que acompanhe as investigações de modo que sejam determinados as causas e os responsáveis pelas mortes. Os lotes de medicamentos suspeitos foram enviados pela Vigilância Sanitária ao laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para análise.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.