Cúpula da PM do Rio se reúne para debater novas instruções de abordagem

Encontro foi marcado após operação policial matar o estudante Wesley Andrade, de 11 anos, e policiais liberarem motorista que atropelou Rafael Mascarenhas na Gávea

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

22 de julho de 2010 | 16h16

SÃO PAULO - O comandante-geral da Polícia Militar do Rio, coronel Mário Sérgio de Brito Duarte realiza na tarde desta quinta-feira, 22, uma reunião, a portas fechadas, com todos os comandantes dos 41 batalhões e nove oficiais das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O encontro acontece desde as 14 horas na sede do quartel general, no Centro do Rio.

 

Segundo a PM, o objetivo da reunião é debater novas instruções de abordagem aos comandantes e oficiais. O encontro foi marcado após os dois últimos episódios ocorridos envolvendo policiais militares, como a morte de Wesley Andrade, de 11 anos, que foi atingido por uma bala perdida numa sala de aula, e a liberação do motorista que confessou ter atropelado Rafael Mascarenhas no Túnel Acústico.

Tudo o que sabemos sobre:
PMinstruçõesabordagemRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.