Curitiba aprova lei antifumo

A proibição do cigarro ou qualquer produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, em ambientes fechados de uso coletivo chegou também a Curitiba. Os vereadores aprovaram projeto de lei que proíbe também espaços reservados para fumantes. As exceções são tabacarias e locais de cultos religiosos. O projeto deve seguir para sanção do prefeito Beto Richa (PSDB). Os estabelecimentos com fumódromos terão 90 dias para se adaptar, após a sanção. Caso contrário, poderão ser multados em R$ 1 mil, com o valor dobrado na reincidência. Os proprietários também ficarão sujeitos a outras penalidades, como o fechamento do local, por exemplo. Lei semelhante é discutida na Assembleia Legislativa. Entidades ligadas a bares e casas noturnas devem contestar a lei na Justiça.

Evandro Fadel, O Estadao de S.Paulo

06 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.