Curto-circuito causou incêndio na Globo

Laudo sobre o incêndio ocorrido no dia 11 durante a gravação doprograma Xuxa Park afirma que o acidente foi provocado por umcurto-circuito em um equipamento conhecido como Moving Light, queficava no disco voador de Xuxa. O documento foi divulgado hoje pelodiretor do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), SergioHenriques e pelo delegado responsável pela investigação, ZaqueuTeixeira. Teixeira disse que o material usado no cenário pode terajudado na rápida propagação das chamas.Segundo o delegado, um outro laudo complementar será divulgado e vaiesclarecer se havia superlotação no estúdio F, do Projac, emJacarepaguá, zona oeste, onde estava sendo feita a gravação. De acordocom informações, a capacidade máxima de público nas arquibancadas doestúdio era de 125 pessoas. O delegado afirmou que, de acordo comdepoimentos, havia no local cerca de 300 pessoas. "A confirmação sobreo número exato de pessoas que estavam no estúdio somente será conhecidoapós a divulgação de um segundo laudo, que também vai explicar osprocedimentos adotados para a retirada das vítimas", explicouTeixeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.