Curto-circuito em linha deixa 30% do Nordeste sem luz

Um apagão, provocado por um curto-circuito em uma linha de transmissão em Pernambuco, deixou 30% dos consumidores da região Nordeste sem luz por pelo menos 30 minutos nesta manhã. A informação é do diretor de Operações da Companhia Hidro-Elétrica do São Francisco (Chesf), Paulo de Tarso da Costa. O curto circuito, ocorrido por volta das 10h30 em uma linha de transmissão de 500 quilovolts, ligando os municípios de Angelim a Jaboatão, levou a companhia a desligar 30% do sistema, isolando a área atingida, para evitar uma queda do sistema em efeito cascata. Todos as categorias de consumidores e todos os estados nordestinos, em diferentes proporções, foram afetados pelo apagão.De acordo com Costa, o suprimento de energia para as dez distribuidoras e 14 grandes consumidores industriais atendidos pela companhia foi restabelecido 30 minutos após a ocorrência. Mas as distribuidoras demoraram mais tempo para retomar o fornecimento aos seus consumidores, devido à observação de padrões de segurança do sistema. Costa não soube informar se ainda há áreas sem luz no Nordeste. "Se houver, será por conta de problemas das distribuidoras na religação", disse.Com a paralisação do fornecimento, a Chesf deixou de vender 2 mil megawatts (MW) de energia. Costa não soube estimar o prejuízo causado pela interrupção, mas considera que deverá ser um valor "desprezível", diante da escala de produção da Chesf. "O prejuízo maior é o social", comentou, referindo-se aos transtornos provocados pelo desligamento. Costa acrescentou que as equipes da Chesf estão realizando levantamentos para apurar as causas do curto circuito na linha de transmissão em Pernambuco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.