D. Pedro II era cliente da botica

O charmoso Largo do Boticário fica no número 822 da Rua Cosme Velho. Começou a ser habitado a partir de 1831, com casas em estilo colonial. Um dos primeiros moradores ilustres foi Joaquim Luís da Silva Couto, dono de uma botica e que acabou por dar nome ao largo. De vez em quando, o boticário recebia a visita de d. Pedro II, um de seus clientes. As casas foram modificadas ao longo do tempo e acabaram restauradas nos anos 30 e 40, algumas com projeto de Lucio Costa. Moradores como o artista plástico Ruddy, intelectuais, como a família Bittencourt, fundadores do jornal Correio da Manhã, fizeram do local palco de festas inesquecíveis. O largo fica próximo ao Morro do Corcovado e tem como jardim a mata atlântica. Para chegar às casas históricas, é preciso atravessar uma ponte por sobre o Rio Carioca, no único ponto em que está descoberto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.