Daniel inocenta Christian e diz que Suzane sempre quis matar os pais

Primeiro dos réus a prestar depoimento no julgamento sobre o assassinato do casal Manfred e Marísia von Richthofen, Daniel Cravinhos admitiu que matou os pais de sua então namorada, Suzane, sozinho. Christian teria entrado no quarto do casal, mas ficou nervoso e passou mal no momento do ataque, não ajudando Daniel a matar Manfred e Marísia. Até então, acreditava-se que Daniel teria tido a ajuda de seu irmão Christian para dar os golpes que mataram o casal. Porém, em seu depoimento, Daniel contou que deu os golpes sozinho, primeiro em Manfred e depois em Marísia.Daniel disse também que sempre freqüentava o sítio da família Richthofen e que os pais de Suzane não eram contra o namoro, mas que começaram a brigar com a filha após uma viagem que ela teria feito sozinha com o namorado. Segundo Daniel, Suzane sempre quis matar os pais, pois Manfred batia nela com freqüência, além de abusá-la sexualmente.O ex-namorado de Suzane disse ainda que a jovem já fumava maconha e cigarro antes de conhecê-lo, ao contrário do que afirma a defesa da jovem, que sustenta o argumento de que Daniel levou-a para as drogas.Daniel, que deu muitos detalhes do relacionamento de Suzane com os pais, disse que presenciou diversas brigas entre os três. O acusado negou ter cometido o crime por dinheiro, pois trabalhava desde os 14 anos e, na época do crime, ganhava um salário de R$ 2,5 mil. Daniel, que garantiu que Andreas, irmão mais novo de Suzane, não sabia do plano de matar o casal, disse que apenas matou os Richthofen a mando de Suzane, pois ela dizia que era violentada pelo pai, inclusive sexualmente. Os jurados manifestaram desejo de fazer perguntas a Daniel, mas terão de escrevê-las em bilhetes que serão repassados ao juiz, pois não podem se dirigir diretamente ao réu. Ao final do testemunho de Daniel, que já dura mais de duas horas, espera-se que Cristian dê sua versão dos fatos. Por último, Suzane prestará seu esclarecimento. Mas essa ordem ainda não foi confirmada.CrimeSuzane, seu ex-namorado Daniel e o irmão dele, Christian, confessaram ter planejado e matado os pais dela, Marísia e Manfred von Richthofen, a golpes de barra de ferro, na casa em que a família vivia, em outubro de 2002.Os três foram denunciados pelo Ministério Público por crime de duplo homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa das vítimas. Atualizada às 16h48

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.