De Sanctis nega recurso à defesa de Dantas

O juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6.ª Vara Criminal Federal, julgou improcedente exceção de incompetência por meio da qual a defesa do banqueiro Daniel Dantas pedia o deslocamento dos autos do processo Satiagraha para a Justiça Federal no Rio. O argumento dos advogados do dono do Opportunity é que os fatos supostamente ilícitos, segundo a investigação, teriam sido praticados na gestão do banco e do fundo, que são sediados no Rio.

, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2011 | 00h00

De Sanctis não reconheceu incompetência para o caso. Amanhã é seu último dia na 6.ª Vara. Na quinta, toma posse como desembargador. Ele encaminhou a decisão para o Ministério Público. O criminalista Andrei Zenkner Schmidt, defensor de Dantas, disse que só vai se manifestar depois de formalmente intimado da decisão de De Sanctis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.