De volta à elite, Pérola Negra abre hoje desfile em SP

A festa no Sambódromo do Anhembi recomeça às 22h30 de hoje. Quem abre o desfile é a Pérola Negra. O desfile marca o retorno da escola ao grupo de elite do carnaval. Em 2006, ela se apresentou no grupo de acesso com apenas 1.800 componentes, mas este ano vai colocar na passarela 3.200 pessoas, com o enredo Venda Como Arte, Comércio Como Sua Principal Representação. Um dos pontos fortes da escola é o quinto carro alegórico, intitulado A Bolsa da Felicidade, homenagem à Bolsa de Valores. No alto do carro, há a simulação de um dia de trabalho no pregão. Na parte inferior, as crianças desfilam fantasiadas de moeda e as tradicionais baianas vestem vestidos vermelhos, simbolizando o pau-brasil. Depois da Pérola Negra, entra a Vai-Vai, da Bela Vista, a escola com o maior número de componentes do grupo especial. Com o enredo O 4.º Reino - O Reino do Absurdo, o tema principal é a reciclagem. Folhas de plantas, garrafas pets, CDs e embalagens de frios, entre outros materiais, foram usados para produzir os cinco carros alegóricos da escola. HQ de Mauricio de Sousa A terceira a entrar no sambódromo, a Unidos do Peruche tenta quebrar o jejum de 40 anos sem ganhar o título do Grupo Especial com um tema lúdico. O carro abre-alas traz os personagens do desenhista Mauricio de Sousa, homenageado no desfile. A bateria sai fantasiada de Dracolino, um dos personagens das histórias em quadrinhos de Maurício. A Mancha Verde apresenta-se com o enredo Decifra-Me ou Devoro-Te. Apocalipses :4 Cavaleiros, 3 Profecias e 4 Segredos. A escola decidiu abrir mão de um componente típico dos desfiles, as plumas. Às 2h50, entra a Águia de Ouro. Conhecida por retratar temas polêmicos - no ano passado foi a pedofilia -, a escola mudou este ano e vai falar dos artesãos do Brasil, com o enredo: Deus Fez o Homem de Barro e a Águia de Ouro, Um Brasil Feito À Mão. A seguir, a Rosas de Ouro cantará a Mãe Terra, com o enredo Tellus Mater, o Cio da Terra, e sai com o destaque para o astronauta Marcos Pontes. A Mocidade Alegre desfila sob o sol, com um enredo sobre a irreverência do brasileiro: Posso Ser Inocente, Debochado e Irreverente... Afinal Sou o Riso Dessa Gente.

Agencia Estado,

17 Fevereiro 2007 | 14h26

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.