De volta o glamour da viagem de trem

CPTM e ABPF anunciam para 2009 retomada de passeio por ferrovia histórica a Jundiaí e Vila de Paranapiacaba

Bárbara Souza, O Estadao de S.Paulo

06 de dezembro de 2008 | 00h00

Ela não chega a ser uma senhora, mas em 46 anos de vida fez muita história e deixou saudade. Construída em 1962 pela Mafersa, a composição foi fotografada, admirada e até aplaudida por pessoas que pararam às margens da estrada de ferro para vê-la passar durante a viagem-teste do Expresso Turístico, realizada ontem entre as Estações da Luz, no centro de São Paulo, e a de Jundiaí, no interior do Estado.O trem, que tem dois vagões e capacidade para 170 pessoas, fará passeios turísticos entre a Luz e Jundiaí, provavelmente a partir de janeiro. Para fevereiro, está prevista a retomada das viagens entre a Estação da Luz e Paranapiacaba, em Santo André, no alto da Serra do Mar. A vila tombada mantém a arquitetura inglesa dos tempos da construção da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí.As composições são conduzidas por uma locomotiva a diesel, que não passa dos 40 quilômetros por hora. Tem banheiros, lavatórios e janelas amplas para se admirar a paisagem - intercalada por áreas urbanizadas e montanhas, rios e alguns animais.Apesar de não ser um modelo dos mais antigos, os conhecidos carros inoxidáveis da Estrada de Ferro Araraquara (EFA) foram dos últimos trens de passageiros a circular pela malha ferroviária, até 1998. O trem foi cedido à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) para o projeto.Ontem, o chefe do trem, Simon Baptista, de 28 anos, disse estar honrado por trabalhar no Expresso Turístico. Agente operacional da CPTM na Luz, ele vai dividir a "ordem" da composição com a auxiliar Eliana Godoi, também de 28 anos, nos fins de semana em que o expresso fizer as viagens. Ironicamente, foi a primeira vez que Baptista viajou num trem de passeio. "Por isso, tem um gostinho especial", disse.Os passeios ainda estão em fase de ajustes. Quando começarem as viagens até Jundiaí, previstas para os sábados, os turistas poderão conhecer o Circuito das Frutas, composto por dez cidades da região. Eles deverão ser transportados da estação por vans. O valor das passagens não foi definido, mas deve custar em torno de R$ 30. O presidente da CPTM, Sérgio Avelleda, acredita que a iniciativa levará renda e desenvolvimento. "Essa é a primeira grande contribuição da CPTM para a revitalização ferroviária."Na Vila de Paranapiacaba, onde o turista vai encontrar opções que vão da gastronomia ao ecoturismo e onde o trem tem um significado histórico especial, foi iniciada a construção de uma estação provisória, a ser concluída em 60 dias. A prefeitura de Santo André pretende iniciar a construção da definitiva em 2009.EM OPERAÇÃOAntes do início das atividades do Expresso Turístico, é possível fazer outra viagem em trens de passeio em São Paulo. Uma delas, com destino a Sabaúna, distrito de Mogi das Cruzes, será no dia 14, um domingo. É a segunda vez que as composições da Companhia Paulista da Estrada de Ferro, de 1962, hoje da ABPF, realizam o Trem de Natal - parte da renda é revertida na compra de brinquedos para as crianças de Sabaúna. O turista terá direito a serviços de bordo, almoço e show.O trem sairá da Estação da Luz às 8 horas. Informações pelo (0xx11) 2695-1151.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.