Deas liberta comerciante seqüestrado há 7 dias

Por volta das 22h de ontem, policiais civis da equipe C da Delegacia Anti-seqüestro (Deas) conseguiram estourar um cativeiro em Itapevi, na grande São Paulo, onde estava sendo mantido refém o comerciante R.M., 59 anos, sequestrado desde o dia 19 deste mês, quando foi rendido por dois bandidos em seu estabelecimento, em Diadema, no grande ABC.Os bandidos renderam o comerciante, colocaram-no em uma Caravan e o levaram até um local, de onde foi transferido para o cativeiro definitivo, na Rua Dr. João Pedro Cardoso, em Vila São Francisco, Itapevi. A quadrilha, formada por cinco pessoas, já havia exigido R$ 500 mil dos familiares de Renato, a vítima. Depois o valor foi reduzido para R$ 300 mil e aí as neogociações ficaram travadas.Após investigações e uma denúncia anônima, o Deas prendeu, ontem à noite, Jandiro Rodrigues de Oliveira, 50 anos, e Newerton Correa dos Santos, 47, na Rua Campo Limpo, em Vila Dona Paulina, no mesmo município. O local do cativeiro foi revelado aos policiais, que foram até a Vila São Francisco. Lá, sentado em uma cadeira, no cômodo central da casa, estava o comerciante. Foram presos outros três seqüestradores: Alípio Oliveira da Silva, 48 anos; sua mulher, Iracy Felipe Rodrigues Custódio, 54; e José Bonifácio Santana de Souza, 31. Segundo o comerciante, que estava muito assustado, essa não foi a primeira vez que ele foi vítima de um seqüestro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.