Decap realiza megaoperação na cidade de São Paulo

Um efetivo de 660 policiais civis, em 220 viaturas, realizou, das 20h de quarta-feira até a 1h00 desta quinta-feira, uma megablitz em toda capital paulista. Policiais das oito delegacias seccionais da cidade de São Paulo participaram das blitze nas principais avenidas e ruas das cinco regiões de São Paulo. Em cinco horas, os policiais revistaram pessoas suspeitas pelas ruas, vistoriaram todo tipo de automóvel, inclusive ônibus, e seus respectivos ocupantes. O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança Pública, Saulo de Castro Abreu Flho, compareceram por alguns minutos no cruzamento entre as avenidas Água Espraiada e Santo Amaro, um dos principais pontos da megaoperação, na região do Brooklin, zona sul da capital paulista. Durante as blitze, comandada pelo delegado Gérson Caravalho, diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), foram vistoriados 2.349 veículos e mais de 5 mil pessoas revistadas. O saldo total foi de 10 armas apreendidas, 29 flagrantes, sendo seis por porte de arma, cinco por tráfico de droga, sete por roubos, quatro por porte de entorpecente, quatro por receptação, um furto, um por falsidade ideológica e um por falta de Carteira Nacional de Habilitação. Além disso, cinco menores foram encaminhados à Febem e 25 pessoas, já condenadas e que estavam sendo procuradas pela justiça, foram levadas paras as delegacias da região onde ocorreu o flagrante. O diretor do Decap ficou satisfeito com o resultado desta megablitz e afirmou que muitas pessoas, pedestres ou motoristas que foram parados pelos policiais, elogiaram a ação da Polícia. "Poderemos fazer outra megablitz na próxima semana e na outra também, mas os horários e dias sempre serão alternados", disse o delegado.

Agencia Estado,

14 de março de 2002 | 04h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.