Decisão do Supremo relativiza imunidade

O STF aceitou queixa-crime movida pelo deputado Raul Jungmann (PPS-PE) contra o colega Silvio Costa (PTB-PE), que o chamou de "corrupto". A Constituição diz que são invioláveis os parlamentares no exercício de seus mandatos, mas o STF entendeu que isso não permite ações estranhas ao mandato, como ofensas pessoais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.