Wilton Júnior/Estadão - 24/02/2020
Wilton Júnior/Estadão - 24/02/2020

Decisão sobre carnaval de rua no Rio deve ser tomada nesta terça-feira

Prefeito do Rio, Eduardo Paes, e secretário municipal de Saúde se reúnem nesta terça-feira com blocos de rua. Em dezembro, comitê da secretaria afirmou que Rio tinha condições para fazer carnaval

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

03 de janeiro de 2022 | 18h35

RIO - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), e o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, vão se reunir às 17h desta terça-feira, 4, com a direção da Sebastiana, associação que representa 11 dos principais blocos de carnaval do Rio, para debater a realização ou não dos desfiles em 2022.

Algumas cidades em que os desfiles são tradicionais, como Salvador, já anunciaram o cancelamento das exibições para o próximo carnaval por conta da pandemia de covid-19. No Rio por enquanto os desfiles seguem previstos, mas passíveis de serem cancelados caso as autoridades sanitárias recomendem isso. Dois grandes blocos cariocas (o Bloco da Preta, criado por Preta Gil, e a Banda de Ipanema) já decidiram não desfilar.

A presidente da Sebastiana, Rita Fernandes, afirma não ter ainda uma posição definida sobre a realização ou não dos desfiles. Ela quer ouvir o secretário de Saúde, o comitê que orienta a prefeitura quanto à covid-19 e o próprio prefeito sobre a situação. “Há blocos que querem recuar, outros aguardar, e não podemos mais adiar uma decisão”, pondera Rita.

Em dezembro, o Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC) da prefeitura do Rio emitiu parecer em que sugere a realização do carnaval na cidade "sem nenhuma restrição" por parte da Secretaria Municipal de Saúde. Para o grupo de especialista, o cenário epidemiológico na cidade é "favorável".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.