Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Decisão sobre guarda dos filhos acaba em tiroteio

Um homem disparou três tiros contra a ex-mulher e fez uma juíza refém por cerca de meia hora na tarde desta terça-feira no fórum de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O crime foi cometido durante audiência da 1ª Vara de Família, que decidia sobre a guarda dos dois filhos do casal.O agressor foi preso, e a vítima, internada no Hospital da Posse, no mesmo município, em estado gravíssimo. A juíza Lídia Maria Sodré de Moraes, que decidiu dar a guarda dos filhos à mulher, não foi ferida.Revólver dentro das calçasO segurança Josimar Aparecido Miranda da Silva, de 25 anos, que trabalha em um shopping em Copacabana, na zona sul da cidade, entrou no fórum com um revólver calibre 22 enrolado em uma meia e escondido dentro das calças.Durante a audiência ele colocou a arma entre as pernas. Esperou a juíza dar a sentença e, quando a escrivã a digitava, levantou-se e disparou três vezes contra Mônica Guerra de Alcântara, de 24 anos, sua ex-mulher. Ela foi atingida em um dos braços, no ombro e no tórax.Policial intervém e acalma agressorEm seguida, Silva fez a juíza refém e começou a ameaçar todos os presentes. O cabo da PM Paulo Roberto Brito, do 20º Batalhão (Nova Iguaçu), que estava de plantão no fórum, entrou na sala de audiências e, desarmado, passou a conversar com o segurança, pedindo que ele se tranqüilizasse.Silva aceitou a argumentação do policial e acabou se entregando. Até o início da noite desta terça-feira, ele continuava detido na carceragem do fórum, de onde seria levado para a 52ª DP (Nova Iguaçu). Os dois filhos do casal, cujas idades não foram informadas, estavam com Silva desde a separação. Pela decisão, o segurança só poderia começar a visitá-los dentro de quatro meses.

Agencia Estado,

12 de novembro de 2002 | 19h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.