Decretada prisão de seis agentes suspeitos de espancar chinês

O Tribunal de Justiça do Rio decretou aprisão temporária de seis agentes penitenciários suspeitos deenvolvimento na morte do comerciante chinês naturalizadobrasileiro Chan Kim Chang, de 46 anos. Estão com a prisãodecretada Everson Azevedo da Mota, Denis Gonçalves Monsores,Carlos Alberto de Souza Rodrigues, Ricardo Wagner Sarmento Alves Ricardo Duarte Pires Valério e Raul Broglio Júnior.Os trêsprimeiros estiveram na sede da PF no Rio, na tarde desexta-feira, onde prestaram depoimento à Delegacia de OrdemPolítica e Social. Como ainda não havia mandado de prisão contraeles, os agentes puderam deixar o local em liberdade.Os seis agentes estavam de plantão no presídio Ary Franco quando ocomerciante foi encontrado emcoma numa cela, com sinais de espancamento. Chang foi preso nodia 25, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, por agentes daPolícia Federal, quando tentava embarcar para os Estados Unidoscom US$ 30 mil não declarados à Receita Federal.O comerciante chinês morreu na última quinta-feira, após um período do internaçãono Hospital Salgado Filho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.