Decretada prisão preventiva de 5 acusados de matar Tim Lopes

O juiz Ivan Cury, do 1º Tribunal do Júri do Rio, decretou na noite desta sexta-feira a prisão preventiva de cinco dos oito acusados pela morte do repórter Tim Lopes, da Rede Globo. Caso a medida não fosse adotada, os cinco suspeitos já detidos poderiam ser soltos, porque o prazo da prisão provisória terminaria amanhã. Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, Renato de Souza Paula, o Ratinho, e André da Cruz Barbosa, o André Capeta, que continuam foragidos, têm prisão provisória decretada. A decisão de Cury foi motivada a pedido das promotoras Viviane Tavares Henriques e Patrícia Mothé Glioche Beze.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.