Decretada prisão preventiva de acusado de matar modelo

O detetive particular Reinaldo Pacífico, acusado de matar a modelo Cristiana Ferreira, emBelo Horizonte, teve decretada sua prisão preventiva na tarde desta terça-feira pelo 1º Tribunal do Júri. O juiz Nelson Missias de Morais recebeu a denúncia do Ministério Público, converteu a prisão temporária em prisão preventiva e iniciou a ação penal.O acusado está foragido desde janeiro, mas, mesmo assim, teve interrogatório marcado para o dia 10 de março, às 14h30m, no Fórum Lafayette. Se não comparecer, será julgado à revelia.O juiz deve marcar ainda as audiências com as testemunhas de acusação, que serão indicadas pelo Ministério Público, e de defesa. Cristiana Ferreira foi encontrada morta em um flat da zona sul da capital mineira em agosto de 2000. Na época, o inquérito da Polícia Civil concluiu que a modelo se suicidou.O resultado, porém, foi contestado pelo Ministério Público, que reabriu ocaso e ouviu, durante as investigações, várias autoridades que teriam algum relacionamento com Cristiana. As informações são da Globo Minas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.