Decretada prisão preventiva de estudante que matou avó

Acolhendo pedido do Ministério Público, o juiz Alberto Anderson Filho, do 1º Tribunal do Juri, decretou nesta quinta-feira a prisão preventiva do universitário Gustavo de Macedo Pereira Napoli, de 22 anos.Sob o efeito de cocaína, ele matou a avó, Vera Khun Macedo, de 73 anos, e a empregada,Cleide Ferreira da Silva, de 20 anos, na residência da família, na Alameda dos Maruás,653, no Planalto Paulista.O juiz decretou também a prisão preventiva do traficante Adriano Campelo da Silva, que vendeu a cocaína ao estudante. Na mesma decisão, o juiz recebeu a denúncia oferecida pelo promotor Idjalma Mucio, que instaurou processo contra Gustavo por duplo homicídio qualificado e contra Adriano, por tráfico de entorpecentes.Anteriormente, o estudante tivera prisão provisória de 16 dias decretada pelo mesmomagistrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.