Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Decreto de posse de armas deve sair na segunda ou terça-feira, diz Onyx

'Ainda está nos ajustes finais', justificou ministro durante evento; novas regras devem flexibilizar posse de armamento em residências e estabelecimentos comerciais

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2019 | 14h12

BRASÍLIA - O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, declarou nesta sexta-feira, 11, que o decreto que flexibilizará a posse de armas deve sair no começo da próxima semana, na segunda ou na terça-feira. "Ainda está nos ajustes finais", declarou após a cerimônia de troca de comando do Exército. Na posse, a arma só pode ser mantida em casa ou dentro de estabelecimento comercial. 

Na quinta-feira, 10, após reunião com Jair Bolsonaro (PSL), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o decreto poderia sair nesta sexta-feira. Conforme noticiou o Estadomembros do governo que participaram da elaboração da minuta entendem que a legislação atual deixaria espaço para “subjetividades” na hora de avaliar uma solicitação de posse. A ideia é fixar critérios mais objetivos.

Mais conteúdo sobre:
armaOnyx Lorenzoni

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.